Nas Aldeias SOS, pretendemos recriar famílias num modelo de acolhimento diferenciado. Aqui as crianças vivem numa casa, com uma Mãe SOS e permanecem junto dos seus irmãos biológicos no ambiente protector da Aldeia e fazendo parte activa e integrante da comunidade.

Na área da prevenção, realizamos o Programa de Fortalecimento Familiar, que intervém com famílias biológicas capacitando-as para um cuidado protector do bem-estar das suas crianças, prevenindo a institucionalização.

Trabalhamos com comunidades, parceiros e governos para garantir que os direitos de todas as crianças, em todas as sociedades, sejam cumpridos.

 

"Uma pessoa pode fazer a diferença.
Se trabalharmos juntos, fazemos mudanças duradouras."

Hermann Gmeiner.

 

Quem somos

Em Portugal desde 25 de março de 1964.

Em 1964, Maria do Céu Mendes Correia e Palmira Cabrita Matias, fundaram a Associação das Aldeias de Crianças SOS de Portugal, juntamente com alguns amigos e Hermann Gmeiner, fundador da SOS Kinderdorf International.

Ainda eram jovens universitárias, interessadas pelos problemas sociais que afligiam o país, nomeadamente a situação das crianças que viviam em grande miséria física e moral, nas barracas e bairros degradados.

1960: Fundação do “Lar da Nazaré” para acolhimento de crianças (raparigas) pela Dra. Maria do Céu Mendes Correia e Dra. Palmira Cabrita Matias.

1961: Primeiro encontro com o Presidente da SOS-Kinderdorf International, Dr. Hermann Gmeiner.

1963: Protocolo de colaboração assinado por Hermann Gmeiner e Maria do Céu Mendes Correia para a criação das Aldeias de Crianças SOS em Portugal.

1964: Aprovação dos Estatutos da Associação das Aldeias de Crianças SOS de Portugal. É aceite o acolhimento conjunto de crianças de ambos os sexos.

1967: Inauguração da Aldeia de Bicesse com três casas e instalação das primeiras famílias SOS com a presença do Secretário Geral da SOS-Kinderdorf, Dr. Hansheinz Reinprecht, que ao longo dos anos seguintes foi um grande amigo das Aldeias de Crianças SOS de Portugal.

1969: Primeira visita de Hermann Gmeiner a Portugal. Maria do Céu Mendes Correia é eleita membro da Direção Internacional na Assembleia Geral da SOS-Kinderdorf.

Quem somos

1972: Segunda visita de Hermann Gmeiner a Portugal por ocasião do 5º aniversário da Aldeia de Bicesse, com a inauguração de seis novas casas de família.

1973: A Associação das Aldeias de Crianças SOS Portugal conseguem que o Governo despache favoravelmente o pedido apresentado para que as crianças em Instituições passem a usufruir de assistência médica e medicamentosa, da Previdência Social, que veio a beneficiar 14.000 crianças.

1975: Criação do Campo de Férias SOS na Quinta dos Cardosos (Aldeia do Meco), através da oferta do terreno pelo seu proprietário.

Quem somos

1980: Inauguração da segunda Aldeia de Crianças SOS em Portugal – Gulpilhares (V.N. Gaia).

1986: Inauguração da terceira Aldeia de Crianças SOS em Portugal – Guarda.

1989: Comemoração do 25º aniversário da Associação, com a presença do Presidente da SOS Kinderdorf, Dr. Helmut Kutin.

1991: Inauguração do Centro Social “Arco-Íris” em Bicesse – Lar para mães SOS reformadas, Lar Idosos, jardim de infância e creche.

1992: Comemoração do 25º aniversário da Aldeia de Bicesse com a presença do Presidente da SOS-Kinderdorf, Helmut Kutin.

1996: Inauguração dos campos de jogos e piscinas das 3 Aldeias.

1999: Atribuição da Medalha de Mérito Familiar à Associação pela Confederação Nacional das Associações de Famílias.

2004: Comemoração do 40º aniversário da Associação.

2005: A fundadora Maria do Céu Mendes Correia é agraciada pelo então Presidente da República, Dr. Jorge Sampaio, com uma das mais altas distinções de Portugal, como Grande Oficial da Ordem de Mérito.

2007: A Associação é contemplada com o Prémio Gulbenkian de Beneficência por ocasião do 50º Aniversário da Fundação Calouste Gulbenkian. Comemoração do 40º aniversário da Aldeia de Bicesse.
 
2012: Início do Programa de Fortalecimento Familiar em Rio Maior.
 
2013: Início do Programa de Fortalecimento Familiar na Guarda.

2014: Comemoração do 50º aniversário da Associação.

2015: Início do Programa de Fortalecimento Familiar em Oeiras.

2017: Comemoração do 50º aniversário da primeira Aldeia de Crianças SOS em Portugal.

No mundo

Breve História das Aldeias de Crianças SOS Internacional
Em 1949, Hermann Gmeiner, médico austríaco, órfão de mãe desde muito pequeno, constatando o elevado número de crianças órfãs, sobretudo vítimas da 2ª Guerra Mundial, criou em Imst (Tirol, Áustria) a primeira Aldeia SOS.

Atualmente, as Aldeias de Crianças SOS estão presentes em 136 países e territórios e focam o trabalho em cinco áreas/ programas: Proteção (Aldeias SOS e Autonomia dos jovens), Prevenção (Fortalecimento Familiar), Saúde, Educação e Emergência.