A história da família do Marco

 

PROGRAMA DE FORTALECIMENTO FAMILIAR DA GUARDA

O PFF da Guarda recebeu a família Esperança* através do encaminhamento da escola do Marco*. Começámos por apoiar o Marco a nível escolar e, com a ajuda da professora de apoio ao estudo, conseguimos que, durante as férias de verão, já se notasse alguma evolução na compreensão de algumas matérias.

A visita ao domicílio levantou outras questões, nomeadamente a falta de higiene pessoal e habitacional, a falta de regras e limites e acima de tudo a falta do estabelecimento de um vínculo seguro com alguém.
 
A mãe do Marco tinha falecido recentemente e o pai não conseguia orientar sozinho a sua vida e a do filho. O Marco, um rapaz muito meigo e educado, começou a refugiar-se no quarto, no computador e no telemóvel, procurando respostas nas redes sociais e nos videojogos. 
Assim, fizemos o encaminhamento do Marco para o acompanhamento psicológico do Centro de Saúde mais próximo da sua habitação e um acompanhamento muito presente junto da família e da escola. 

Realizámos ainda atividades com a família para fortalecer a relação entre pai e filho, apostando na promoção do diálogo entre os dois, promovendo hábitos saudáveis antigos entre ambos no sentido de reforçar laços (jogos de mesa nos serões, partilha de refeições, visualização de filmes juntos, partilhar o momento da realização de compras, etc.). Começámos também a realizar workshops de culinária com o pai e o filho, para que se envolvessem e conseguissem degustar pelo menos a refeição do jantar juntos. Ao mesmo tempo fizemos um trabalho de autonomização do Marco, trabalhando competências emocionais, pessoais, sociais e escolares.
        
Muito lentamente, foram surgindo resultados positivos e isso era visível nos momentos em que nos deparávamos com pai e filho a partilharem refeições e a dialogarem, no esforço de ambos em se envolverem de igual forma na dinâmica familiar, na preocupação e gosto com as questões de higiene pessoal e habitacional.

Neste ano letivo (2019-2020) o Marco entrou numa Escola Profissional. Agora, é um jovem motivado e “muito feliz por estar em contato e a cuidar diariamente de cavalos”. 

Continuamos com o acompanhamento efetivo a esta família no sentido de atenuar riscos e continuar a fortalecer laços.


*Nomes fictícios para proteção do jovem e da sua família