Procuramos Mães SOS para o nosso programa de acolhimento (Aldeias SOS).

 
Somos uma ONG fundada em 1949 na Áustria, presente em 135 países, com cerca de 2000 programas nas áreas de proteção, prevenção, saúde, educação e emergência.
 
Em Portugal, existimos desde 1964 e chegamos atualmente a mais de 380 crianças e jovens nas nossas três Aldeias SOS e através do Fortalecimento Familiar que realizamos já com mais de 130 famílias biológicas. 

 

O nosso modelo de acolhimento assenta numa abordagem familiar na qual as crianças que são retiradas das famílias por ordem judicial têm o carinho e cuidado diário de uma Mãe SOS que reside na Aldeia; contam com o apoio de uma equipa técnica e não são separadas dos irmãos biológicos.

Em Portugal, existem três Aldeias SOS: em Bicesse (Cascais), Guarda e Gulpilhares (VN Gaia), onde acolhemos um total de 120 crianças e jovens com idades entre 1 e 19 anos. Em todas as Aldeias SOS, cada casa tem uma Mãe SOS, que conta com o apoio de psicólogos, educadores, tias (auxiliares) e o Diretor de cada Aldeia SOS.


Se quer abraçar esta missão e possui os requisitos e perfil indicados em baixo, candidate-se e mude o seu destino e o das nossas crianças e jovens! 
Mãe SOS

Dada a intensidade emocional da figura de Mãe/Pai SOS, as características descritas abaixo são consideradas as mais importantes para o desempenho desta função:• Idade entre os 30 e os 55 anos, aproximadamente;

•Escolaridade mínima 9º ano, com preferência ensino secundário e/ ou formação na área da educação;

•Experiência anterior em cuidados e atuação com pessoas vulneráveis;

•Experiência em gestão diária de cuidados e trabalho em equipa;

•Disponibilidade pessoal: compromisso profissional intenso com residência maioritária na Aldeia SOS;

•Maturidade emocional e estabilidade: capacidade de encarar a realidade com serenidade, equilíbrio e adaptabilidade;

•Determinação, tolerância e perseverança;

•Resistência à frustração e de resolução de conflitos;

•Flexibilidade: capacidade de se adaptar a diferentes situações e características individuais do outro;

•Competências de comunicação e empáticas: Expressão e compreensão dos sentimentos do outro;

•Trabalho em equipa: Capacidade de colaborar e tomar decisões dentro da Unidade Educativa;

•Capacidade de estabelecer vínculos emocionais, bem como de gestão/resolução da perda;

•Competências de organização.

 

Oferecemos:

- Possibilidade de realização liderando uma Família SOS numa relação de cuidado principal com as crianças;

- Formação e apoio profissional;

- Vencimento de acordo com o compromisso da função, com contrato laboral;

- Residência na Aldeia SOS (Casa da Família SOS a acompanhar);

- Regalias sociais vigentes na legislação laboral portuguesa;


Resposta para rhumanos@aldeias-sos.org

Ou contacte para eventuais esclarecimentos T- 213616950.

Outras informações:

“Tive sempre este desejo de dar algum apoio em termos de ação social com crianças …”

“Não sou mãe biológica, mas garanto que gosto tanto deles como qualquer outra mãe gosta!”

“É gratificante! Com amor e carinho, qualquer um deles, mesmo que revoltados, acabam por perceber qual o caminho certo!”

“Desejo o melhor para eles, o mesmo que desejo para os meus! Eu acho que nenhuma Mãe tem o direito de impor nada em termos de currículo da criança, mas todas têm o dever de os formar para terem autonomia para poderem escolher.” 

“Não é um trabalho. É mesmo uma dádiva nossa e deles, porque eles nos recompensam também muito por aquilo que lhes damos!”

“Sim, é uma vida nova. É uma segunda oportunidade de ser Mãe, numa altura em que podia ser avó!”


Sim, as Mães SOS vivem com um grupo de crianças numa casa da Aldeia SOS. No entanto, têm direito a folgas e férias. 


Idealmente não apenas porque o foco do trabalho e desta missão é a proteção das crianças em acolhimento e a experiência noutros países permitiu concluir que o ideal é que as Mães SOS não tenham a seu cargo filhos biológicos menores. 


Não somos nós, Aldeias de Crianças SOS que tratam de adoção, mas sim a Segurança Social. As nossas crianças residem nas Aldeias SOS em contexto familiar e o seu projeto de vida é definido com o tribunal ou Comissões de Protecção de Crianças e Jovens.


Não, trata-se de uma colaboração com um contrato trabalho.

/* pageName= Mãe SOS pagePrefix= breadCrumb=Quem somos / BOLSA DE EMPREGO / Vagas abertas / Mãe SOS mainDomain=aldeias-sos.org langIdentifier=PT,pt */