A nossa missão é cuidar, em família, de crianças desprotegidas, ajudando-as a moldar o seu futuro, desenvolvendo e inserindo-se positivamente em comunidade.

 

O trabalho desenvolvido vai para além do mero acolhimento de crianças, uma vez que, providenciamos cuidado a longo prazo a crianças que não podem estar com as suas famílias biológicas e fortalecemos as famílias de crianças em risco de serem retiradas às suas famílias.

Em Portugal, as Aldeias SOS acolheram já 696 crianças nas Aldeias SOS de Bicesse, Gulpilhares e Guarda e apoiaram 481 crianças e jovens através do Programa de Fortalecimento Familiar (PFF).

 

Em 2018 foram acolhidas 123 crianças e jovens por motivos de negligência (92%) e maus tratos (42%). 

 

Numa perspetiva de futuro, tanto a nível nacional como internacional, as Aldeias de Crianças SOS continuam a ter como objetivo contribuir para comunidades mais fortes, fortalecendo os sistemas de apoio a crianças vulneráveis e assim, tornar o mundo melhor.

Impactamos a vida de mais de 13 milhões de pessoas:

90% cuidam bem dos seus filhos
80% têm uma educação básica sólida
90% asseguram as necessidades básicas
80% sentem-se seguros e encaram a vida de uma forma positiva

 

Em 2030, teremos contribuído para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável:

Apoiando 4,8 milhões de crianças e jovens a viver acima do limiar da pobreza
5.3 milhões a ter acesso a uma educação de qualidade
4.4 milhões a ter acesso a um trabalho
6.1 milhões a viver numa sociedade mais igualitária
5.7 milhões a viver livres de violência.

70 anos de impacto no mundo

Contamos consigo para continuarmos a criar um impacto positivo na vida das crianças, famílias e comunidades em todo o mundo.