NOVA VAGA

Assistente Famíliar

Bicesse

Gostavas de colaborar com uma organização internacional na área da Proteção à Infância? Queres fazer a diferença na vida de crianças, jovens e famílias? Gostas de trabalhar em equipa?

O que fazemos?

As Aldeias de Crianças SOS estão presentes em 138 países e apoiam mais de 1.2 milhões de crianças, jovens e famílias em todo o mundo. Integram a ONU desde 1995, como ONG consultiva junto do Conselho Económico e Social das Nações Unidas e já foram nomeadas para o Prémio Nobel da Paz 14 vezes. Atualmente temos em Portugal o Programa de Cuidados Alternativos (com 3 Aldeias SOS, Programa de Jovens Estrangeiros Não Acompanhados e Apartamentos de Autonomia) e o Programa de Fortalecimento Familiar (em 4 cidades: Oeiras, Guarda, Rio Maior e V. N. de Gaia). Anualmente apoiamos mais de 420 crianças e jovens em Portugal e mais de 180 famílias.

A nossa visão ideal é que todas as crianças pertençam a uma família e cresçam com amor, respeito e segurança e a nossa missão é cuidar de crianças e jovens que se encontram em situação de vulnerabilidade, promovendo o seu desenvolvimento e autonomia, através do acolhimento em ambientes reparadores de cariz familiar e do fortalecimento das suas redes familiares, sociais e comunitárias.

 

 

O que é uma Aldeia SOS?

É uma Casa de Acolhimento Residencial com acordo de cooperação com o ISS, IP, onde crianças e jovens residem num ambiente de cariz familiar. Em cada Aldeia existem várias casas, com estruturas semelhantes e decoração e organização diferentes, que promovem a vivência normativa: em cada uma vive um grupo de 6 crianças, com o acompanhamento permanente duma equipa de profissionais que garantem a continuidade e qualidade dos cuidados, sobre condições de rotina o mais semelhante possível à vivência em família. O conjunto das casas e do grupo que as frequentam formam uma Aldeia de Crianças SOS, contando com diferentes espaços de trabalho, ócio e convívio (parque infantil, zona deportiva, salão multisusos, biblioteca, etc).

 

 

Como é um dia na Aldeia?

Sempre diferente e desafiante. O dia decorre de acordo com as rotinas pré-estabelecidas para as crianças e para os adultos, semelhantes às rotinas duma casa de família, acrescentando as várias reuniões e momentos de registos previstos. Acontecem também imprevistos com os quais os profissionais terão de lidar sempre de acordo com o nosso modelo de intervenção. Os cuidadores (assistente familiar) fazem um horário de trabalho semanal de 38 horas, em turnos rotativos 8h (incluindo noites).

 

 

O que procuramos?

Pessoas responsáveis, empáticas e perseverantes, apaixonadas por causas humanitárias e que gostem de trabalhar em equipa, para integrarem as nossas equipas de cuidadores na Aldeia SOS de Bicesse. É importante que tenha tendencialmente um estilo de comunicação assertivo, uma boa capacidade de resolução dos conflitos e problemas, tendencialmente focado nas soluções, e uma boa capacidade de gestão e organização pessoais.

Local: Bicesse (Alcabideche)

Missão: CUIDAR na íntegra dum grupo de crianças e jovens acolhidas na Aldeia de Crianças SOS promovendo um ambiente de cariz familiar e um cuidado alternativo reparador.

Principais Tarefas e Responsabilidades:

  • Intervir dentro de um modelo e duma estratégia educativa e terapêutica previamente acordadas com o/a Diretor/a e restante equipa;
  • Estabelecer relações de confiança e de transparência com as crianças e jovens e colaboradores;
  • Responsabilizar-se pelos cuidados diretos, diários, individualizados e pelo acompanhamento integral de cada uma das crianças e/ou jovens do grupo;
  • Organizar o quotidiano e a Casa SOS de forma estruturada, em equipa e de acordo com as exigências. Isto implica trabalho nas seguintes áreas: prestação de cuidados básicos (alimentação, saúde, educação, higiene,…), gestão emocional e comportamental, gestão e organização doméstica, entre outros;
  • Contribuir para uma rotina normalizadora, contentora e promotora de autonomia para as C/J a seu cargo, em conjunto com a Unidade Educativa;
  • Efetuar os registos diários essenciais;
  • Participar em reuniões várias de (in)formação, reflexão, planificação, promovendo o alinhamento e implementação da estratégia de atuação.

 

Requisitos:

  • Idade entre os 25 e os 55 anos (preferencialmente);
  • Escolaridade mínima 12º ano;
  • Carta de condução;
  • Disponibilidade para trabalhar em regime de turnos
  • Formação nas áreas educativa ou social (preferencial);
  • Experiência anterior e/ou interesse em cuidados e atuação com pessoas vulneráveis;
  • Conhecimentos de gestão financeira doméstica.

 

Oferecemos:

  • Contrato de trabalho a termo certo de 9 meses, com hipótese de renovação;
  • Salário Base 730 euros;
  • Subsídio de Turno de 25% sobre o salário Base;
  • Subsídio de alimentação 130 euros;
  • Formação, supervisão e apoio profissional contínuos.

Envie o seu CV, carta de motivação, carta de recomendação ou contatos para pedido de referências para rhumanos@aldeias-sos.org com a seguinte refª AF/B/2022.