Seleção de Futsal Solidária

27.01.2016 - A Seleção Nacional de futsal doou brinquedos às Aldeias de Crianças SOS, numa ação de responsabilidade social cheia de boa disposição.

futsal com as aldeias sos

Atletas e restante staff da Seleção Nacional de futsal viveram, esta terça-feira, uma noite diferente.

 

No pavilhão polidesportivo de Rio Maior, a comitiva nacional participou numa ação de responsabilidade social, com uma componente de “team-building”, que teve como objetivo doar brinquedos às Aldeias de Criança SOS, em particular ao Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental (CAFAP) de Rio Maior.
 

Durante hora e meia, a Equipa das Quinas empenhou-se na montagem de bicicletas e skates, bem como a pintura de piões, cavalinhos de madeira e capacetes, que foram personalizados a pensar nas crianças.
 

Para o diretor da Federação Portuguesa de Futebol, Pedro Dias, “este foi um momento muito importante, após quase duas semanas de trabalho intenso”. “Um momento de descompressão, mas sobretudo de colaboração com uma instituição que tem um papel muito relevante na sociedade, demonstrando uma faceta importante das nossas Seleções, que é a de responsabilidade social. Proporcionámos um momento diferente à equipa e contribuímos para que os jovens que vão receber estes brinquedos tenham um momento especial”, frisou em declarações ao fpf.pt. 
 

“Rio Maior tem sido o nosso centro de treino para a Seleção de futsal e a maioria de momentos de preparação para os grandes momentos têm sido passados aqui. Há uma relação forte com a cidade e a comunidade local”, justificou o responsável da FPF. 
 

Para Raquel Vargas, diretora técnica da equipa do CAFAP de Rio Maior, “esta foi uma ação muito importante porque algumas destas crianças apenas nestas ocasiões são alvo de ofertas e gestos de amizade e carinho. 

futsal com as aldeias sosAs Aldeias de Crianças SOS nasceram em Portugal há 50 anos, sendo uma associação sem fins lucrativos que acolhe crianças e jovens desfavorecidos ou de famílias multi-desafiadas, com vários problemas. Além do acolhimento desses jovens, as Aldeias de Crianças SOS apresentam uma outra resposta social, os CAFAP, que trabalham as famílias em suas casas, como prevenção da institucionalização das crianças, em parceria com as comissões de proteção de menores, com os tribunais, com as escolas ou com os sistemas de saúde. Procuramos garantir o bem-estar das crianças e que estas tenham um crescimento saudável no seu seio familiar”, explicou. 
 

Para Raquel Vargas, esta ação vai constituir “uma imensa alegria” para as crianças “por saberem que estes brinquedos foram feitos por craques do futsal”. “Certamente que vão ficar radiantes”, concluiu.

Os nossos agradecimentos pela vossa iniciativa. Desejamos os maiores sucessos para o campeonato da Europa. Bem-hajam!

futsal com as Aldeias sos