Papa Francisco visita a Aldeia de Crianças SOS de Roma

17.10.2016 - O Papa Francisco, faz uma grande surpresa às crianças no âmbito da "Sexta-feira da misericórdia" durante este ano jubilar.


Na chegada, dirigiu as primeiras palavras de saudação aos responsáveis da organização:
“O vosso trabalho é importantíssimo porque nenhuma criança nasce para crescer sozinha”.

Pier Carlo Visconti, Diretor da Aldeia de Crianças SOS de Roma, conta-nos sobre esta visita:
"Foi uma grande emoção. No início da tarde, recebemos um telefonema de Monsenhor Fisichella, também ele, visitou recentemente a nossa Aldeia SOS. Passada meia hora, o Papa Francisco estava aqui.

Falou connosco para saber como trabalhamos com as crianças e famílias em dificuldades. Quis conhecer as histórias de vida das crianças que aqui vivem. 

Sempre acompanhado pelas crianças, entrou numa casa de família SOS, onde aproveitou para se sentar à mesa com as crianças para distribuir e comer os doces que trouxe consigo. Ele riu e jogou, beijou e abraçou, um por um. Estou sem palavras, realmente. Ele reiterou que o nosso trabalho é importante porque sim...nenhuma criança nasce para crescer sozinha.

Papa Francisco na Aldeia SOS de RomaAs nossas crianças provêm de realidades sociais degradantes, desde dificuldades económicas a problemas de pais toxicodependentes, violência ou simplesmente pobreza cultural; são crianças que não podem contar com os seus pais e, provisoriamente, encontram aqui a esperança de um futuro melhor. Desta forma, os residentes da Aldeia levam uma vida como uma verdadeira família. Enfim, foi geral a alegria e a surpresa das crianças com a visita inesperada do Papa.

As crianças estavam muito felizes e queriam abraçá-lo e beijá-lo. Uma criança ainda perguntou: Mas este é o Papa de verdade?
 
Da nossa parte, ficámos muito impressionados pela frase que Francisco disse ao despedir-se - Nenhuma criança nasce para crescer sozinha. - Eis a grande lição que nos deixou para continuarmos a desempenhar nosso trabalho com a maior responsabilidade”.